Saiba como fazer higiene do sono com práticas simples

Você já ouviu alguém dizer que o sono é sagrado? Pois bem, além de ser um momento restaurador físico e mentalmente, o sono está associado a processos fundamentais no controle hormonal do metabolismo.

O cortisol é o hormônio mais associado ao estresse. Quando dizemos isso, não estamos nos referindo apenas a situações mentalmente estressantes, a que a sociedade é submetida no dia a dia. Também associamos simples condições biológicas, como um jejum prolongado.

Mas, afinal, o que isso tem a ver com o sono? É durante esse período que os níveis de cortisol abaixam, levando o organismo para um estado longe do estresse e de suas consequências. Para saber como fazer isso da melhor forma, confira abaixo algumas dicas de como fazer higiene do sono!

1. Evite o consumo de bebidas estimulantes

A primeira dica que vamos dar está associada ao consumo de bebidas estimulantes. A mais conhecida é o café, mas também podemos citar refrigerantes, alguns chás e os famosos energéticos.

As substâncias encontradas em tais bebidas, como cafeína e taurina, são determinantes no processo de estimulação. A taurina, por exemplo, intensifica o metabolismo, potencializando a fase anabólica, ou seja, de síntese de moléculas.

Já a cafeína é uma importante estimuladora de receptores excitatórios presentes no sistema nervoso central. Consequentemente, tanto o aspecto físico quanto o mental são estimulados por meio de tais bebidas, sendo importante evitar o consumo antes de dormir.

2. Mantenha distância das telas

Além do cortisol, outro hormônio associado ao sono é a melatonina. Sua produção se dá na glândula pineal, localizada no cérebro. O estímulo para isso é a luminosidade. Diante de baixa luminosidade, sua produção é iniciada e tem o pico no horário entre 2 e 3 horas da madrugada.

Contudo, ao manter a visão diante de brilho e luminosidade, esse processo é prejudicado. A situação que mais interfere nisso atualmente é o uso de telas, como televisão e celular, antes do horário de dormir. Sendo assim, evite essas práticas antes de deitar-se.

3. Adeque seu espaço de repouso

Tão importante quanto os aspectos metabólicos citados, o conforto também deve ser considerado para uma boa noite de sono. O ambiente deve ser calmo e livre de ruídos que prejudiquem de alguma forma a manutenção do sono.

Além do barulho, a intensidade de luz também deve ser considerada, justamente a fim de viabilizar a produção adequada de melatonina. Em suma, aposte em um ambiente tranquilo, arejado e com praticamente nenhuma iluminação.

4. Cuidado com a alimentação

Embora tenham sido citadas as bebidas que mais prejudicam no processo, os alimentos também devem ser selecionados de maneira consciente. Uma refeição copiosa, ou seja, com excesso em quantidade e em calorias, transfere os recursos do organismo para sua digestão.

Nisso, a sensação estômago cheio pode prejudicar o adormecer, sendo fator de risco até mesmo para algumas condições, como o refluxo gastroesofágico.

5. Aposte na quiropraxia

A quiropraxia é uma ciência que atua no em subluxações vertebrais, ou seja, em vértebras desalinhadas que acometem o sistema nervoso. É sabido que a prática não melhora apenas os sistemas citados, mas também proporciona alívio e bem-estar geral para o organismo.

Quando bem realizada, consegue até mesmo melhorar a qualidade do sono. Isso acontece pois deixa o corpo em equilíbrio e harmonia.

Foram citadas algumas dicas de como fazer higiene do sono. Embora a maioria delas tenham tido como foco os aspectos biológicos, a mente é uma importante influenciadora desse momento. O excesso de preocupações e de pensamentos devem ser evitados e, para isso, técnicas de meditação também são válidas para melhorar o bem-estar e a qualidade do sono das pessoas.

Agora que você já sabe como melhorar seu sono, que tal conhecer dicas de como melhorar sua qualidade de vida?

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Thanks!

Fale com a unidade mais próxima de você!