• Luiz Heihati Miyajima

MEDITAÇÃO GUIADA PARA A CURA: COMO ESSA TÉCNICA AUXILIA A CURAR MALES?


A meditação guiada para a cura é uma técnica que segue os princípios da autocura, utilizando o autoconhecimento para equilibrar as emoções e obter uma nova maneira de lidar com o estresse físico e emocional. Ela é realizada de acordo com orientações de um instrutor que pode adotar diversos métodos, como visualização, músicas, sons da natureza ou afirmações positivas para a indução do estado meditativo.


Neste artigo vamos esclarecer as principais dúvidas sobre como iniciar a técnica da meditação guiada, melhores horários para praticá-la e as diversas alterações na saúde que essa prática pode curar. Continue a leitura para saber como obter os melhores resultados!



Como iniciar a técnica da meditação guiada para a cura?


Para praticar a meditação guiada pode-se optar por sessões presenciais ou mídias audiovisuais encontradas na internet. No começo pode parecer difícil dominar os pensamentos desordenados, mas com o tempo é possível conseguir um total domínio da mente.


Os melhores resultados são obtidos com dedicação e disciplina. Nesse sentido, é importante estabelecer horários fixos e seguir as orientações de maneira calma, sem pressa ou interrupções. Veja, a seguir, os principais aspectos a serem observados!


Reserve um lugar calmo


Assim como um horário mais conveniente, é importante escolher um local que assegure total privacidade, evitando distrações com barulhos ou pessoas. Um ambiente calmo e tranquilo faz muita diferença nos resultados da meditação, pois contribui para o relaxamento e concentração necessária.


Os exercícios podem ser feitos no chão, apoiado em uma pequena almofada ou em uma cadeira. Os apoios não devem ser muito moles para evitar que afundem, já que isso interfere na postura da coluna e nos movimentos respiratórios.


Mantenha-se na posição sentada


É muito importante adotar uma postura correta para a condução da meditação. Dessa forma, é preciso sentar-se de maneira confortável e estável, mantendo a coluna ereta de maneira natural, sem tensionar os músculos, deixando os ombros e pescoço relaxados e os olhos fechados (de preferência) durante todo o processo.


A posição deitada deve ser evitada, pois o relaxamento pode levar a pessoa a cochilar. A posição sentada permite uma livre respiração e com isso melhora a circulação da energia, promovendo um estado mental que direciona a consciência para o “agora”.


Concentre-se na respiração


A meditação permite que a pessoa libere a mente para perceber pensamentos subconscientes negativos e obter, com isso, um maior controle das condições físicas e mentais. Para se concentrar, feche os olhos e respire profunda e lentamente por 3 vezes, deixando o corpo relaxado e acomodado confortavelmente.


A atenção deve ser dirigida à respiração, percebendo como o ar entra e sai. Para não perder o foco, conte de 1 até 5 enquanto inspira e repita a contagem na expiração. Outra forma que ajuda na concentração é ficar atento aos movimentos dos pulmões.


Quais os melhores horários para meditar?


O mais importante na prática da meditação, é que ela seja feita com assiduidade e disciplina. Assim, para garantir bons resultados, os iniciantes devem fazê-la diariamente, por pelo menos 5 minutos pela manhã e à noite, antes de dormir. Em poucos dias esses 10 minutos transformam-se em um hábito saudável, incentivando a aumentar o tempo dedicado.


Caso não tenha tempo pela manhã, o praticante pode estabelecer outro horário, sempre observando um intervalo de pelo menos 2 horas após alguma refeição, para que o processo de digestão não interfira na realização dos exercícios de concentração e respiração.


Quais males a meditação guiada ajuda a curar?


A longo prazo a técnica orientada oferece muitos benefícios, no entanto, isso exige dedicação e prática diária. É preciso criar um hábito, pois os pensamentos costumam se apresentar em turbilhões, com lembranças (muitas vezes ruins) e projeções futuras, causando inquietação e distração.


Quando praticada assiduamente e de maneira correta, os exercícios proporcionam o autoconhecimento e o controle das emoções. Com isso, a meditação guiada pode ajudar na cura dos seguintes males:

  • insônia;

  • ansiedade;

  • baixa autoestima;

  • depressão;

  • desequilíbrio das emoções;

  • dores crônicas;

  • estresse;

  • falta de concentração;

  • insegurança;

  • lapsos de memória;

  • padrões negativos de comportamento;

  • pressão alta, entre outros.

Para as pessoas que preferem fazer a meditação à distância, é possível encontrar diversos tipos de orientações gratuitas na internet, oferecidas em forma de vídeos no YouTube ou por meio de aplicativos para celular. O importante é estabelecer uma rotina para obter bons resultados.


Como vimos, a prática diária da meditação guiada para a cura promove o autoconhecimento, que permite o controle e equilíbrio das emoções. Quando ela é realizada de maneira correta, ajuda a curar diversos males e proporciona uma vida mais plena e feliz.


Gostou deste artigo? Siga as nossas redes sociais e acompanhe todas as postagens sobre saúde e bem-estar.


0 visualização

© 2020 por Coluna Ajustada. Orgulhosamente criado Por equipe Coluna Ajustada

  • Prancheta 2-8
  • Prancheta 3-8
  • Prancheta 1-8
  • Tik Tok