Artrose

A artrose ou doença degenerativa da cartilagem articular (desgaste) é a mais comum das doenças articulares. Ocorre com mais frequência em pessoas da meia idade e idosos, afetando o pescoço, a região lombar, os joelhos, os quadris e as articulações dos dedos. Os pacientes com artrose padecem de dores e de deterioração funcional.


Fatores hereditários, trabalhos com movimentos repetitivos, atividades pesadas iniciadas em idade precoce e traumas (acidentes, quedas, etc.) são algumas das causas de artrose, a qual se apresenta lentamente com o tempo em pessoas geralmente maiores de 65 anos. Mas é importante considerar que um grande número de pessoas da mesma idade não adquirem artrose e nem têm sintomas próprios da doença. Quando uma pessoa exige um esforço excessivo dos movimentos do quadril, por exemplo, provavelmente desenvolva artrose mais precocemente e com maior gravidade. Uma das causas observadas frequentemente é a sequela de uma subluxação nas vértebras. Quando uma vértebra perde sua posição correta e a coluna vertebral tem interferências, este é um motivo suficiente para que o corpo não funcione corretamente.

Com uma minuciosa análise, detectamos o complexo de subluxação (pequeno deslocamento de uma vértebra), e através dos ajustes o auxiliamos a mantê-la saudável e livre de interferências. O ajuste é um movimento rápido e preciso que visa reposicionar as vértebras, permitindo sua movimentação ideal, além de evitar possíveis interferências neurológicas. O ajuste recomendado para os problemas de artrose ajuda a reestabelecer o movimento normal das vértebras subluxadas, auxiliando no funcionamento ótimo e correto de todo o corpo. Com os ajustes, conseguimos atrasar o máximo possível a degeneração da cartilagem articular.

"A Saúde é a coisa mais importante para a sua Vida!"

Entre já em contato e Agende uma Consulta!

Quiropraxia em São Paulo

O que é quiropraxia e como ela pode me ajudar?

Por meio dos ajustes quiropráticos, é possível devolver o normal funcionamento das articulações ou vértebras afetadas, diminuindo as compressões nervosas e melhorando a saúde geral do paciente até alcançar sua recuperação. Os exercícios são fundamentais para a recuperação dos músculos e ligamentos também afetados. De acordo com o quadro do paciente, o quiropraxista irá decidir se é preciso combinar outros métodos, como tração e massagens.

external

Como é o Tratamento?

Após um bom processo de estudo e tendo sido detectado que a causa real de seus problemas de saúde pode ser solucionada pela Quiropraxia, seu quiroprata irá criar um plano de tratamento específico. No relatório entregue por ele serão destacadas claramente as causas de seus problemas e as subluxações que serão foco da correção ou do tratamento.

Principais Dúvidas

Depende de cada paciente. Há muitos fatores que determinam o tempo de um tratamento, incluindo a idade, gravidade do problema e seu tempo de ocorrência (o qual muitas vezes está escondido sem sintomas ou alarme), ritmo de vida, etc. Há fases de tratamento que estão focadas em alcançar resultados diferentes. Cada paciente irá decidir o grau de benefício que quer obter de seu tratamento quiroprático.

A Quiropraxia é reconhecida como um dos tratamentos mais seguros, conservadores e não invasivos para a coluna. Durante os últimos 25 anos houve cinco pesquisas governamentais formais sobre a Quiropraxia, as quais atestaram que não apenas é segura, mas também altamente eficaz. Baseando-se nos resultados de mais de 85 países sobre a segurança e a eficácia da quiropraxia, nenhuma outra profissão pode demonstrar maior segurança ou eficácia no tratamento de lesões mecânicas da coluna. Entre os estudos realizados está o estudo da RAND (Coulte ID, Hurwitz EL, et al). The Appropriateness of Manipulation or Mobilisation of the Cervical Spine. Santa Monica, California: RAND, Document No. MR-781-CR).

Além de ser extremamente seguros, os ajustes da coluna não são dolorosos. Quando realizados pela primeira vez, alguns pacientes podem experimentar certas sensações de leve desconforto, como quando se começa um esporte ou qualquer nova atividade física. O fato é que a maioria das pessoas se sente melhor após a terapia e a dor desaparecerá à medida que você continuar com seu tratamento e com as instruções de seu quiropraxista.

Pessoas que, atualmente, não sofrem de dores ou qualquer outro desconforto ou incômodo não estão, necessariamente, livres de subluxações. Como mencionamos anteriormente, a dor é um indicador muito vago dos processos da doença, incluindo subluxações.

As subluxações são semelhantes às cáries no sentido de que, às vezes, há uma série de danos significativos antes de surgirem sintomas como a dor. Por isso, recomendamos às pessoas, assim como no caso do dentista, que procurem sempre fazer avaliações para detectar a presença de subluxações e outras anormalidades na coluna, mesmo na ausência de dor. É importante sempre prevenir e detectar qualquer problema de saúde antes que tragam maiores problemas no futuro. Lembre-se: assim como as máquinas, o corpo humano também precisa de revisões constantes e manutenção.

Quiropata em SP

Nossos Especialistas

Thanks!

Fale com a unidade mais próxima de você!