Tire as suas principais dúvidas sobre a escoliose

Tire suas principais dúvidas sobre escoliose

A escoliose é uma curvatura lateral da coluna que pode ou não ser acompanhada de rotação das vértebras. Em geral, essa deformidade tem a aparência de um C, quando há apenas uma curvatura, ou de um S, quando há mais desvios.

Essa alteração na coluna impacta de forma negativa a qualidade de vida, provocando muitas vezes dores musculares e articulares.

Neste artigo abordamos os principais aspectos da escoliose, bem como algumas formas de prevenção e tratamento do problema. Continue a leitura para saber mais!

Tipos de escoliose e suas causas

Na maioria dos casos, a causa da escoliose é idiopática (desconhecida). Algumas são identificadas como de origem genética, provocadas por anomalias adquiridas ao longo da vida ou congênitas.

As curvaturas também podem estar associadas às alterações osteomusculares ou neurológicas, provocadas por traumatismos, tumores ou um estilo de vida incorreto, como hábitos posturais inadequados, obesidade, sedentarismo e tabagismo.

Sintomas

A alteração pode ser identificada pela aparência de um ombro mais alto do que o outro ou quando a pélvis se apresenta inclinada. Outros sinais podem incluir: coluna curvada para um dos lados, desconforto muscular, clavícula proeminente, cansaço e dor nas costas após um tempo na posição em pé ou sentada.

Fatores de risco

Em geral, os fatores considerados de risco para o desenvolvimento de escoliose idiopática são: idade (primeiros sinais entre 9 e 15 anos), gênero (meninas têm maior probabilidade) e histórico familiar.

Tratamento

O tratamento da escoliose depende da gravidade da curvatura e da origem da alteração. Em geral, são indicados o RPG (Reeducação Postural Globalizada), a fisioterapia, os alongamentos e a estimulação elétrica. Para alguns casos são indicados ainda coletes e palmilhas ortopédicas, com o objetivo de evitar a progressão do desalinhamento e manter as articulações e os ossos em uma posição mais adequada.

A cirurgia é recomendada apenas em circustâncias especiais, quando há dor intensa e comprometimento da função pulmonar

Prevenção

Geralmente é possível prevenir os desvios na coluna e obter uma melhoria na qualidade de vida, adotando hábitos saudáveis. Veja a seguir algumas dicas nesse sentido!

Controle o seu peso

A obesidade representa um grande risco para o surgimento dos desvio na coluna, pois o excesso de peso altera a posição do equilíbrio do corpo e provoca o desgaste das articulações, podendo provocar uma calcificação das vértebras. Dessa forma, é fundamental manter o peso corpóreo dentro dos padrões ideais, considerando a idade e a altura.

Cuide da alimentação

Adote uma alimentação variada, com frutas, grãos, verduras e legumes. Também é importante consumir regularmente os alimentos ricos em cálcio, que é um mineral essencial para a saúde dos ossos.

Alongue-se regularmente

Os alongamentos preservam e aperfeiçoam a flexibilidade muscular. Quando praticados diariamente, eles favorecem o estiramento das fibras muscular e auxiliam na manutenção na manutenção de uma boa postura.

Faça sessões de quiropraxia

A quiropraxia é um método de prevenção e correção das subluxações da coluna vertebral. Por meio de manobras precisas, o quiropraxista faz ajustes na coluna utilizando técnicas de manipulação articular.

Corrija a sua postura

É importante observar a postura ao sentar, andar e deitar. A escolha do calçado correto também é fundamental para um bom equilíbrio das vértebras, já que o tipo de sapato pode comprometer a forma de andar.  

Além disso, o uso de saltos muito altos interfere-se no centro da gravidade do corpo e muda o posicionamento da coluna. Dessa forma, ocorre uma alteração na curvatura lombar e cervical, provocando-o desalinhamento da coluna vertebral.

Como pudemos verificar, a escoliose pode impactar de forma negativa a qualidade de vida das pessoas. Nesse sentido, é importante adotar medidas de prevenção como as que indicamos e buscar ajuda médica logo aos primeiros sinais de um desequilíbrio postural.

Gostou deste artigo? Para saber mais com relação à quiropraxia com um meio alternativo ara a prevenção e o tratamento das alterações na coluna, entre em contato conosco (https://colunaajustada.com.br/atendimento/) !

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Thanks!

Fale com a unidade mais próxima de você!